All for Joomla All for Webmasters

Evitando lesões na prática de atividade física

Tempos atrás se afirmava que deveríamos alongar antes e depois das atividades físicas, mas vários estudos já comprovam que o alongamento pode piorar o desempenho do exercício.

Cientistas croatas confirmam que, o alongamento pode ser prejudicial ao desempenho. O alongamento estressa ainda mais a musculatura deixando assim, mais fadigada na hora da atividade.  Segundo Goran Markovic, professor de cinesiologia da Universidade de Zagreb o alongamento diminui a capacidade do músculo de produzir força. Diversos estudos afirmam que o alongamento não previne lesões e que o ideal é fazer um treino especifico de flexibilidade.

Para o Moises Cohen a melhor alternativa antes de fazer qualquer exercício é fazer um aquecimento. Iniciar a atividade como movimentos similares àqueles que serão realizados, mas sem carga ou impacto excessivo, ou seja, baixa intensidade.

O aquecimento prepara o nosso corpo para o exercício que vamos fazer. Eleva gradativamente nossa frequência cardíaca, pressão arterial, diminuindo uma carga excessiva no sistema cardiovascular. Durante o aquecimento, nutrientes são levados aos nossos músculos evitando um estresse, fadiga precoce e lesões nos mesmos e ainda evitando toda essa sobrecarga e dores pós-treino é importante o desaquecimento que fará o inverso do processo do aquecimento citado acima e principalmente evitando a fadiga e dores pós-treino.

Portanto, para melhorar a flexibilidade tornando o músculo menos rígido e também prevenir doenças, os estudos indicam uma sessão única de alongamento e não antes ou depois do exercício e para evitarmos lesões, fadiga precoce e preparar o nosso corpo para o exercício o ideal é fazer um aquecimento. Não se esqueça de procurar um médico antes de fazer qualquer atividade e um profissional de educação física para te auxiliar durante seus exercícios.

 

0
0
0
s2smodern

Os artigos publicados são de inteira responsabilidade de seus autores. As opiniões neles emitidas não exprimem, necessariamente, o ponto de vista do RibeiraoDasNeves.net.

Casos suspeitos: 18.871

Casos confirmados: 5.692

Casos em presídios: 386

TOTAL DE CASOS: 6.078

Óbitos confirmados p/ Covid-19: 169

Casos curados: 5.245

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de
Ribeirão das Neves 
Última atualização: 30/12/2020

 

bg contorno