All for Joomla All for Webmasters

Lixo da penitenciária José Maria Alkimin é descartado e queimado em terreno baldio

O lixo produzido na penitenciária José Maria Alckmin, em Ribeirão das Neves, está sendo depositado e queimado em um terreno baldio localizado atrás do complexo estadual de forma completamente ilegal. A denúncia foi feita pela Organização Comunitária Desencarcera MG e publicada na última sexta-feira (24) pelo jornal Estado de Minas.

De acordo com a reportagem, um aglomerado de sacos de lixo e embalagens de marmitex de isopor, usados pelos detentos e jogados ao ar livre com restos de comida, favorecendo a proliferação de ratos, escorpiões, o mosquito da dengue e outras pragas. De quinta (23) para sexta-feira (24), o lixo foi queimado, exalando uma fumaça preta que foi percebida por vários moradores da região central.

"É um absurdo essa situação de caos sanitário que agrava a proliferação de diversas doenças na cidade e na penitenciária. É um completo descaso com as nossas vidas. É inaceitável", pronunciou-se a organização.

Foto de quinta-feira mostra coluna de fumaça preta no fim da tarde

Em nota ao jornal, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), por meio do Departamento Penitenciário, esclareceu que está providenciando a imediata retirada do material das imediações da unidade prisional e que uma apuração preliminar será instaurada para apurar a responsabilidade do fato.

 

 

0
0
0
s2smodern

Casos suspeitos: 18.871

Casos confirmados: 5.692

Casos em presídios: 386

TOTAL DE CASOS: 6.078

Óbitos confirmados p/ Covid-19: 169

Casos curados: 5.245

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de
Ribeirão das Neves 
Última atualização: 30/12/2020

 

bg contorno