All for Joomla All for Webmasters

Segurança

Presos da Penitenciária Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, iniciaram um motim e colocaram fogo em colchões de duas celas na unidade prisional na noite dessa quinta-feira (23). De acordo com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), ninguém ficou ferido.

O Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG) informou que o tumulto pode ter relação com a apreensão que foi realizada na noite de quarta-feira (23) de celulares e chips na entrada do presídio, quando duas pessoas foram presas.

Ainda segundo a pasta, o motim já foi controlado.

 

0
0
0
s2smodern

Segurança

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) de Minas Gerais divulgou edital de chamamento público emergencial com 534 vagas de níveis técnico e superior.

A seleção é designada as funções de médico (137), enfermeiro (127) e técnico de enfermagem (270) para atuação temporária e imediata em unidades prisionais e socioeducativas em combate à pandemia do Coronavírus. Em Ribeirão das Neves, existem 1 vaga para enfermeiro e 2 para técnico de enfermagem no Centro Socioeducativo de Justinópolis e 5 vagas para médico nas unidades prisionais instaladas no município

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas entre 28 de abril e 5 de maio exclusivamente pelo site seguranca.mg.gov.br.

A seleção será feita por análise de títulos e currículo para somatório de pontuação por experiência profissional. O candidato convocado para assinatura do contrato deverá se submeter a exame médico pré-admissional para avaliação das condições de saúde física e mental para exercício da função.

O edital do processo de seleção está disponível no site da Sejusp.

0
0
0
s2smodern

Segurança

O lixo produzido na penitenciária José Maria Alckmin, em Ribeirão das Neves, está sendo depositado e queimado em um terreno baldio localizado atrás do complexo estadual de forma completamente ilegal. A denúncia foi feita pela Organização Comunitária Desencarcera MG e publicada na última sexta-feira (24) pelo jornal Estado de Minas.

De acordo com a reportagem, um aglomerado de sacos de lixo e embalagens de marmitex de isopor, usados pelos detentos e jogados ao ar livre com restos de comida, favorecendo a proliferação de ratos, escorpiões, o mosquito da dengue e outras pragas. De quinta (23) para sexta-feira (24), o lixo foi queimado, exalando uma fumaça preta que foi percebida por vários moradores da região central.

"É um absurdo essa situação de caos sanitário que agrava a proliferação de diversas doenças na cidade e na penitenciária. É um completo descaso com as nossas vidas. É inaceitável", pronunciou-se a organização.

Foto de quinta-feira mostra coluna de fumaça preta no fim da tarde

Em nota ao jornal, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), por meio do Departamento Penitenciário, esclareceu que está providenciando a imediata retirada do material das imediações da unidade prisional e que uma apuração preliminar será instaurada para apurar a responsabilidade do fato.

 

 

0
0
0
s2smodern

Segurança

Em razão da pandemia do Coronavírus e das consequências econômicas da doença, o Governo de Minas Gerais anunciou que as secretarias de Estado, com exceçao da Saúde, terão que fazer cortes orcamentários. Uma das ações que podem ser impactadas são os programas de prevenção social à criminalidade, como o "Fica Vivo!".

A política de prevenção social à criminalidade existe há 17 anos e atua com o objetivo é realizar estratégias de segurança pública alternativas à repressão e ao encarceramento. Atualmente existem 63 unidades das Unidades de Prevenção à Criminalidade em Minas Gerais.

De acordo com gestores dos programa ouvidos pelo RibeiraoDasNeves.net, o governo Zema mencionou o desejo de cortar 80% do recurso da prevenção. Isso significa suspensão da política em 33 territórios com maior índice de homicídios do estado. "São territórios onde os moradores já sofrem com a ausência de políticas públicas e com a criminalização da pobreza, e agora, serão afetados diretamente por essa paralisação das atividades", disse uma liderança, sob condição de anonimato. "O impacto é imensurável e quem paga o preço pelo descaso é aquele que precisa da política, a mesma população que há séculos sofre com a formação social de um país racista e desigual", finalizou.

Em Ribeirão das Neves, a política de prevenção atua nas três regionais - Centro, Justinópolis e Veneza, atendendo milhares de pessoas em situação de violência. Um deles é o "Fica Vivo!", que atende cerca de 900 jovens por mês no município, por meio de participações em oficinas de arte, cultura, esporte, entre outros, reduzindo assim os altos índices de criminalidade ligadas a juventude na cidade.

Em nota à imprensa, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) informou que os cortes ainda estão sendo avaliados e serão informação oportunamente. "A Sejusp reconhece a importância e a contribuição de programas atualmente executados pela pasta, mas pondera que várias áreas da segurança, assim como de todo o governo, precisarão de ajustes orçamentários em razão da queda de arrecadação proveniente da pandemia do coronavírus".

0
0
0
s2smodern

Segurança

Equipes da Guarda Civil Municipal de Ribeirão das Neves estão nas ruas da cidade para fazer valer o decreto da Prefeitura contra o avanço do Coronavírus. Entre as ações, está o fechamento de estabelecimentos comerciais que insistem em abrir as portas em desacordo com o decreto.

Neste domingo (22), a corporação teve que fazer intervenções em uma padaria no bairro Sevilha B e um bar no bairro Rosaneves, ambos na região Central, e numa festa particular no bairro Botafogo, em Justinópolis, onde havia aglomeração de pessoas.

De acordo com o decreto, os estabelecimentos que tiverem estrutura e logística adequadas, poderão efetuar entrega em domicílio e disponibilizar a retirada no local de alimentos prontos e embalados para consumo fora do estabelecimento, sem a permanência extendida no local. A suspensão de funcionamento não se aplica aos supermercados, postos de combustíveis, farmácias, laboratórios, clínicas, hospitais e demais serviços de saúde.

Até o momento, o Brasil tem 25 mortes em consequência do Coronavírus. O balanço, atualizado pelo Ministério da Saúde na tarde deste domingo, aponta 1.546 casos confirmados. Em Minas, conforme dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), subiu para 83 o número de casos confirmados da doença. Outros 7.190 casos são investigados no estado.

Em Ribeirão das Neves já são mais de 50 casos suspeitos, de acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) atualizadas na última sexta-feira (20).

0
0
0
s2smodern

Segurança

Uma portaria conjunta do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), assinada nesta segunda-feira (16), recomenda que os presos condenados em regime aberto e semiaberto no Estado devem seguir para prisão domiciliar, exceto àqueles com processo disciplinar por falta grave. O documento foi assinado pelo governador Romeu Zema (Novo) e pelo presidente do TJ, desembargador Nelson Missias de Morais.

Segundo a portaria, trata-se de "providências urgentes face a pandemia do coronavírus, durante a vigência de situação de emergência" decretada em Minas Gerais.

Nessa terça-feira (17), a juíza da Vara de Execuções Penais de Ribeirão das Neves, Miriam Vaz Chagas, expediu alvará autorizando que aproximadamente 1.500 detentos que estão nos presídios do município vão para a prisão domiciliar.

Em entrevista à rádio Super FM, a magistrada afirmou que a medida seguiu recomendação da portaria conjunta, visando a contenção do avanço da infecção pelo Coronavírus. "Nós temos presos imunodeprimidos, temos presos que saem todo dia para trabalhar e retornam às atividades. Eles viabilizam um contágio muito mais rápido, pondendo contaminar não só os detentos, mas também os agentes penitenciários", disse a juíza.

De acordo com a magistrada, Ribeirão das Neves tem cerca de 10 mil detentos, e o número exato de presos beneficiados com a medida ainda está sendo levantado. "Nós temos cerca de 3.500 presos no semiaberto, mas nem todos farão jus ao benefício, porque eles podem estar regredidos ou ter cometido algum tipo de falta grave. Então, eu estimo que em torno de 1.500 presos poderão ser beneficiados com essa medida", finalizou.

A portaria também prevê outras hipóteses que ensejam a recomendação de transferência para o regime domiciliar, como casos de presos que se enquadram no perfil do grupo de risco, como diabéticos, cardiopatas, maiores de 60 anos, pós-operado, portadores de HIV, tuberculose e insuficiência renal.

0
0
0
s2smodern

A Polícia Militar (PM) realizou, nesta sexta-feira (28), uma operação para coibir crimes em Ribeirão das Neves. A ação coincide com a saída de 324 presos de cinco unidades prisionais do município que receberam o benefício da saída temporária.

Em nota, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) confirmou a saída dos presos em regime semiaberto e informou que o benefício foi concedido pela Justiça, que tem poder de definir quais detentos podem usufruir do benefício e por quais dias.

Militares do 40º Batalhão efetuaram o patrulhamento com 30 mandados de prisão e 13 de busca e apreensão de menores. Até o momento, quatro pessoas foram presas e houve apreensão de quase 2 mil pinos de cocaína e mais de 50 porções de maconha.

0
0
0
s2smodern

A Polícia Civil (PC) apreendeu, nessa segunda-feira (3), 500 quilos de materiais explosivos em Ribeirão das Neves.

De acordo com a corporação, as bananas de dinamite estavam em uma casa em construção no bairro Havaí e foram encontradas durante um trabalho de investigação e repressão contra quadrilhas especializadas em explosão de caixas eletrônicos.

Ainda segundo a PC, os policiais identificaram que não havia risco de explosão e recolheram o material. Até o momento ninguém foi preso.

0
0
0
s2smodern

O Centro de Ressocialização do presídio José Abranches Gonçalves, em Ribeirão das Neves, inaugurou nessa terça-feira (10) uma fábrica de blocos que irá abastecer as ruas do próprio município. A produção será de 300 peças por dia.

A inauguração da fábrica é fruto de uma parceria do sistema prisional mineiro com a Prefeitura de Ribeirão de Neves. No local trabalham seis presos, que têm direito à remição de pena. As duas máquinas necessárias para a produção das peças — a betoneira e a prensa — foram obtidas com verbas do Governo Federal. Por meio deste programa os presos fizeram um curso de Fabricação de Blocos de Concreto no mês de outubro, com duração de 80 horas/aula.

O secretário adjunto de Justiça, Gustavo Henrique Tostes, ressaltou o objetivo da atual gestão da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) em tornar o sistema prisional mais humano. "Queremos fazer mais por Ribeirão das Neves. Tanto melhor será o nosso trabalho, quanto mais conseguirmos fazer com que os presos voltem à sociedade com outros referenciais de vida, e este projeto contribui neste sentido", explicou.

Para o prefeito Junynho Martins (PSC), vale a pena se dedicar a projetos que trazem benefícios para todos. "A cidade está de portas abertas para parcerias com o sistema prisional. Acredito na ressocialização das pessoas privadas de liberdade, especialmente pela experiência profissional que tive como professor de História no Presídio Antônio Dutra Ladeira", relatou.

A unidade prisional é a única do estado na qual 100% dos presos trabalham. São cerca de 130 custodiados em atividades externas como frigorífico, fábrica de gesso, cozinhas, viveiro de mudas e prestação de serviços gerais nas dependências da Polícia Civil. Internamente, 90 presos desenvolvem atividades laborais.

0
0
0
s2smodern

Casos em acompanhamento: 8.930

Casos confirmados: 2.085

Casos em presídios: 287

TOTAL DE CASOS: 2.372

Óbitos confirmados p/ Covid-19: 66

Casos curados: 1.593

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de
Ribeirão das Neves 
Última atualização: 03/08/2020

 

bg contorno