All for Joomla All for Webmasters

homícidios

  • Foragido de penitenciária é suspeito de matar casal a facadas na Grande BH e filmar crime


    Homicídios ocorreram no mês passado em Ribeirão das Neves

    Um homem de 40 anos foi indiciado pela Polícia Civil de Minas investigado pelo duplo homicídio de uma mulher, de 60 anos, e do marido dela, de 55, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O casal foi morto a facadas no dia 1º de março deste ano. O crime foi gravado pelo suspeito, que está foragido e segue sendo procurado pela polícia.

    Conforme apurado pela Delegacia Especializada de Investigação de Homicídios (DEH) em Ribeirão das Neves, vinculada ao Departamento Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), o suspeito do crime é irmão de um inquilino das vítimas. O investigado já estava foragido da Justiça desde fevereiro deste ano, quando cumpria pena por diversos crimes, mas não havia retornado ao sistema prisional após benefício de trabalho externo.

    Ele então passou a residir com o irmão, em um imóvel localizado no bairro Belvedere, em Ribeirão das Neves, no lote onde as vítimas, proprietárias, também moravam.

    Na noite anterior ao crime (29), após uma briga entre os irmãos, a proprietária do imóvel, a vítima de 60 anos, pediu que eles saíssem do local, pois haviam quebrado alguns objetos, tendo o investigado ido dormir na casa de um amigo.

    Na manhã seguinte (1º), o irmão do suspeito se encontrou com o amigo dele e os dois acabaram por se desentender, vindo o irmão do suspeito a atingir golpes de faca contra o homem. O irmão do indiciado foi preso em flagrante naquela ocasião por tentativa de homicídio.

    “Há filmagem dessa vítima caída na rua ensanguentada, imagens estas feitas pelo ora indiciado, que, na gravação, fala que fora seu irmão o autor da agressão”, explicou o delegado responsável, Marcus Rios.

    De acordo com o delegado, no mesmo dia, à noite, o suspeito, acreditando que a idosa de 60 anos teria compartilhado o vídeo, que chegou à polícia, se dirigiu à casa das vítimas e cometeu os homicídios, a facadas.

    Ele ainda fez outra filmagem em cujo áudio atribui a si a autoria desse duplo homicídio e se justifica dizendo que matou os idosos porque eram ‘caguetas’ e responsáveis pela prisão do irmão dele, além de que haviam delatado ele próprio à polícia”, revelou Rios.

    Após o crime, o indiciado fugiu da localidade. A filmagem, que também circulou pela região, foi documentada pela Polícia Civil, e as facas utilizadas no crime, apreendidas.

    A Polícia Civil concluiu o inquérito policial, de mais de cem páginas, e representou pelo mandado de prisão preventiva contra o suspeito, o qual foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil e por meio que dificultou a defesa das vítimas.

    Readmore
  • Homem é morto com diversos tiros em Ribeirão das Neves (MG); vítima foi atingida na cabeça


    De acordo com a Itatiaia, a perícia recolheu, ao todo, mais de 30 cápsulas deflagradas de armas calibre ponto 45 e 9 milímetros
    A Polícia Civil busca identificar um homem, aparentando ter aproximadamente 30 anos, que foi assassinado a tiros no final da tarde desta quarta-feira (03) no bairro Maria Helena, em Ribeirão das Neves.
    O corpo foi encontrado por moradores da Rua São Caetano, que ouviram diversos disparos de arma de fogo, além do som de um veículo em alta velocidade.
    O SAMU foi acionado e constatou a morte. O homem sofreu várias perfurações, principalmente na região da cabeça. A perícia recolheu, ao todo, mais de 30 cápsulas deflagradas de armas calibre ponto 45 e 9 milímetros.
    No bolso da vítima estavam R$ 11 em dinheiro vivo, além de um pino de cocaína, uma corrente e uma serra. Imagens de câmeras de segurança da região estão sendo analisadas.
    Ninguém foi preso até agora.

    Readmore
  • Homem é socorrido com 15 ferimentos por disparos de arma de fogo


    Crime foi na noite dessa quinta-feira

    Um homem de 30 anos foi vítima de tentativa de homicídio no bairro Santa Marta, em Ribeirão das Neves.
    Ele foi alvejado diversas vezes nessa quinta-feira (21 de dezembro).
    A Polícia Militar foi acionada para disparos em via pública. Quando a equipe chegou ao local, se deparou com a vítima caída pedindo socorro. Populares disseram que o autor efetuou os disparos e depois fugiu em um GM Ônix sentido o bairro Porto Seguro.

    A própria equipe da PM realizou o socorro da vítima para o Hospital São Judas Tadeu. A equipe médica constatou 14 perfurações por arma de fogo, sendo duas na barriga, uma no peito, duas no pescoço, três na coxa, quatro na cabeça, uma na mão e outra nas costas. Não foi possível precisar se os orifícios eram de entrada ou saída.

    Durante o trajeto até o hospital, a vítima relatou que motivação do crime seria por conta de um veículo que ela possuía, mas sem dar detalhes. O suspeito é conhecido na região, mas não foi localizado pelos militares.
    Por conta da gravidade dos ferimentos, o homem baleado foi transferido para o Hospital Risoleta Neves, em Belo Horizonte. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Plantão de Homicídios em Ribeirão das Neves.

    Readmore
  • Menos da metade dos homicídios são resolvidos pela polícia em Minas Gerais


    Os dados são de 2022 e constam no Relatório Estatístico de Mortes Violentas Intencionais elaborado pela instituição com base em boletins de ocorrência e inquéritos.

    Quatro em cada dez homicídios registrados em Minas Gerais em 2022 foram elucidados pela Polícia Civil. A informação é do Relatório Estatístico de Mortes Violentas Intencionais elaborado pela instituição com base em boletins de ocorrência e inquéritos.
    No ano passado, foram instaurados 2.688 inquéritos. Desse total, 1.187 foram esclarecidos. A taxa de elucidação, metodologia criada pela Polícia Civil, é de 44%.

    O estado de Minas Gerais é dividido em 19 regiões de segurança e, em algumas delas, esse índice foi ainda menor. Uma delas, a de Contagem, inclui cidades como Brumadinho, Betim, Esmeraldas, Ribeirão das Neves e São Joaquim de Bicas e teve uma taxa de elucidação de apenas 23,66%. Em Belo Horizonte, a Polícia Civil conseguiu esclarecer 32,06% dos casos.Nesta faixa estão incluídas as cidades de Betim, Brumadinho, Esmeraldas, Ribeirão das Neves e São Joaquim de Bicas.

    Na região de segurança de Vespasiano, que engloba as delegacias de Sabará, Santa Luzia, Lagoa Santa e Jaboticatubas, também na Grande BH, a taxa de elucidação é de 28,80%.

    Em Belo Horizonte, a Polícia Civil conseguiu esclarecer três a cada dez homicídios registrados No ano passado. Segundo a instituição, o índice foi de 32,06%.

    Explicações
    Segundo o sindicato que representa os servidores da Polícia Civil, uma das explicações para a não conclusão de inquéritos pode ser a falta de investigadores.

    Atualmente, a instituição tem 6.126 desses profissionais. O ideal seria o dobro do efetivo para desempenhar a função. Entretanto, destaca que em alguns casos, o silêncio de testemunhas e a falta de registros dificultam o trabalho policial.

    Readmore
  • Neves é uma das 20 cidades mineiras com as maiores taxas de homicídios


    De acordo com o Atlas da Violência, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Governador Valadares está no topo da lista, Neves é a sexta

    Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, é a cidade de Minas Gerais com as maiores taxas de homicídio, levando em consideração municípios com mais de 100 mil habitantes. O levantamento é do Atlas da Violência 2024, divulgado, nesta terça-feira (18/06), pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). A cidade registrou 34,6 homicídios por 100 mil habitantes. O Vale do Rio Doce, onde está Governador Valadares, é a região com as maiores taxas de homicídio no estado, segundo o levantamento.
    Minas Gerais é o estado do país com o maior número de municípios. São 853, mas somente 34 deles têm mais de 100 mil habitantes, o que representa 4% do total.
    Nova Serrana, na Região Centro-Oeste, aparece na segunda posição, com taxa de 29,4. Itabira, na Região Central, com 27,4 homicídios por 100 mil habitantes, ocupa a terceira posição, seguida por Betim, na Grande BH, com taxa de 24,8. Depois vem Sabará em quinto e Ribeirão das Neves ocupa a sexta posição, com taxa de 24 homicídios por 100 mil habitantes.

    Confira a lista completa:
    1 -Governador Valadares 34,6
    2- Nova Serrana 29,4
    3- Itabira 27,4
    4- Betim 24,8
    5- Sabará 24,7
    6- Ribeirão das Neves 24
    7- Vespasiano 22,4
    8- Ibirité 22,3
    9- Ubá 21,3
    10- Coronel Fabriciano 19,1
    11- Araguari 18,7
    12- Sete Lagoas 18,5
    13- Contagem 18,3
    14- Belo Horizonte 17,6
    15- Juiz de Fora 17,4
    16- Teófilo Otoni 14,6
    17- Divinópolis 14,3
    18- Santa Luzia 14,1
    19- Patos de Minas 13,8
    20- Ituiutaba 13,7


    A capital Belo Horizonte aparece na 14ª colocação e registrou um índice de 17,6 homicídios por 100 mil habitantes.

    No Brasil, Ribeirão das Neves ocupa a posição nº 148. O Atlas da violência está disponível no link. 

     

    Readmore