All for Joomla All for Webmasters

arte

  • Bailarina Nevense é uma das novas caras do tradicional Grupo Corpo


    Grupo de dança mineiro, que faz temporada de "Gil" e "Breu" a partir desta quarta (30/8) em BH, renovou seu elenco e contratou oito novos bailarinos desde 2022

    A primeira vez que Vitória Lopes assistiu ao Grupo Corpo foi em 2015, quando a companhia comemorou seus 40 anos, no Palácio das Artes, com o espetáculo "Dança sinfônica". Guardou o panfleto da montagem na carteira e disse: "Um dia eu vou entrar lá". Tinha 14 anos.
    Desde janeiro passado, ela é uma das bailarinas da companhia. A noite desta quarta (30/8) teve uma importância extra para a mineira, já que ela vai estrear com o Corpo no Palácio das Artes.

    Em entrevista para o Jornal Estado de Minas, Vitória Lopes ressalta as dificuldades para entrar na companhia:
    "Para a maioria dos bailarinos de BH, o Corpo é o sonho e o objetivo de quem quer ser profissional", diz Vitória. Mas, até retornar para casa, para viver sua maior aventura na dança, ela trabalhou em São Paulo e no Rio de Janeiro. Nesta última cidade, como integrante da companhia Deborah Colker. "Você pode ser o bailarino mais foda que puder, quando você chega aqui tem dificuldade. O estilo do Corpo ninguém mais faz, a movimentação é muito diferente, tem um rebolado, um gingado, que não encontra em outro lugar. Depois da dificuldade do início, você vai se sentindo mais confortável. E todo mundo te abraça, não tem nenhum tipo de competitividade."

    Com cinco noites – de quarta a domingo (27/8) –, o Corpo apresenta os espetáculos "Gil refazendo" (2022), com trilha de Gilberto Gil, e "Breu" (2007), com música de Lenine.
    Não são espetáculos inéditos do grupo, mas terão muito frescor em cena. O Corpo conta hoje com 22 bailarinos – oito deles entraram para a companhia no último ano.
    Espetáculos "Gil refazendo" e "Breu". Temporada desta quarta (30/8) a sábado (2/9), às 20h, e domingo (3/9), às 18h, no Palácio das Artes, Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro, (31) 3236-7400. Ingressos: Plateia 1 central - R$ 220 e R$ 110 (meia); Plateia 2 central - R$ 200 e R$ 100 (meia); Plateias 1 e 2 lateral - R$ 160 e R$ 80 (meia); Plateia superior filas A, B e C - R$ 100 e R$ 50 (meia); Plateia superior filas D a J - R$ 40 e R$ 20 (meia). À venda na bilheteria e no eventim.com.br

    Readmore
  • Instituto Origem abre vagas de oficinas em danças urbanas, musicalização, fotografia e artes visuais


    O Instituto está localizado no bairro Vereda em Ribeirão das Neves

    O projeto do "BECO AO PALCO" é mais uma possibilidade de contato com a arte e cultura que o Instituto Origem traz em sua linha de atuação em Ribeirão das Neves. As oportunidades do projeto são de danças urbanas, musicalização, fotografia e artes visuais.
    O projeto terá 3 meses de duração, e durante esse tempo, o instituto irá construir junto um espetáculo, que será apresentado em três locais diferentes de Neves no mês de Agosto, como finalização.
    As oficinas são abertas para pessoas de 12 a 24 anos. Não importa se você é iniciante ou já tem alguma prática, você será bem-vindo para participar, se divertir e fazer parte de uma construção potente.
    O Projeto do BECO AO PALCO é uma iniciativa que busca promover a cultura e valorizar os artistas locais. É uma oportunidade única de aprender, se expressar e apreciar diferentes formas de arte.
    O Instituto Origem está localizado na rua José Paulo Soares, nº 35, bairro Vereda em Ribeirão das Neves

    Readmore
  • Ribeirão das Neves recebe o espetáculo ‘Por um Futuro Sustentável’


    Com uma estimativa de público total de 2.400 crianças, o espetáculo, coloca em cena um astronauta, que volta no tempo e convida as crianças para uma jornada de consciência ambiental
    Ribeirão das Neves recebe, nos dias 17 e 18 de junho, o projeto ‘Diverteatro Cultura e Diversão', que leva consciência ecológica para crianças, por meio de sessões gratuitas de teatro infantojuvenil em escolas, praças e locais privados de acesso público.
    A peça a ser realizada leva o nome de ‘Por um Futuro Sustentável” e une arte e ciência para ampliar a consciência dos pequenos sobre o cuidado com o meio ambiente. As apresentações acontecem em escolas públicas da cidade e já passaram, também, pela cidade mineira de Governador Valadares ( 11 e 12 de junho).
    Ao todo a peça contabilizará 12 sessões, atingindo 2.400 crianças da rede escolar das duas cidades. “Acreditamos na arte como ferramenta de transformação e levar o espetáculo para o ambiente escolar é ampliar a consciência das crianças para a preservação do meio ambiente ainda no início de sua formação.”, pontua o Diretor do Projeto Julio Martínez, da Alero Produções.
    Na segunda-feira, 17 de junho, na Escola Estadual Djalma Marques, R. Onze, 99 - Florença às 8h. Às 11h e às 14h, é a vez da Escola Municipal Jair Amancio, Alamedas das Palmeiras, 240, Vale das Acácias. Na terça-feira, 18 de junho, quem recebe o espetáculo é a Escola Estadual Antônio Rigueira Da Fonseca, em dois horários, 10h e 13h30 e a Escola Municipal Jair Amancio, às 16h, finalizando a circulação do espetáculo na cidade.

     

    Sinopse de ‘Por Um Futuro Sustentável”


    Em consonância com a necessidade global de ampliar a consciência ambiental e a prática de ações sustentáveis que contribuam para o futuro de nosso planeta, o projeto apresenta o espetáculo itinerante ‘Por Um Futuro Sustentável’.
    Em cena, um astronauta volta do futuro para compartilhar com a humanidade problemas ambientais que a terra enfrenta no ano de 2050. Com as crianças ele compartilha a possibilidade da construção de um futuro diferente do que ele viu e para isso convida os pequenos para uma jornada de preservação ambiental, mudança de hábitos de consumo e ações que reduzam o impacto no meio ambiente. O espetáculo propõe uma aventura épica para salvar o planeta, apresentando a origem dos recursos naturais e como seu uso impacta o planeta Terra e as florestas. A dramaturgia destaca a importância de preservar esses recursos e assim contribuir para um futuro sustentável.
    O projeto Diverteatro Cultura e Diversão foi viabilizado pelo Ministério da Cultura, via Lei de Incentivo à Cultura - Lei Rouanet, e tem patrocínio exclusivo da Hypofarma.


    Hypofarma


    A Hypofarma é uma indústria farmacêutica com mais de 76 anos de experiência na produção de medicamentos injetáveis para o segmento hospitalar. Nossa missão é proporcionar cuidado, saúde e bem-estar, contribuindo para a construção de um mundo melhor.
    Reconhecemos nossa responsabilidade social em três pilares: Esporte, Social e Cultura. Em parceria com instituições, promovemos o desenvolvimento dos jovens através do esporte, oferecemos atendimento médico-hospitalar gratuito em diversas cidades e preservamos a diversidade cultural brasileira, conservando museus e promovendo espetáculos artísticos de dança, música e comédia.
    Encaramos a responsabilidade social como uma oportunidade para gerar impacto positivo. Esses três pilares fundamentam nossa visão de um mundo melhor, e estamos comprometidos em ser agentes de mudança inspiradores.


    Ciência Divertida Brasil


    A Ciência Divertida é uma empresa que trabalha para despertar a curiosidade e imaginação de crianças em todo o mundo. Com presença em 40 países, incluindo o Brasil desde 2010, ela oferece programas e eventos focados em diversos temas científicos, como Meio Ambiente, Nutrição, Astronomia e Saúde. O destaque é o seu compromisso com o teatro itinerante, proporcionando diversão e aprendizado para crianças entre 4 e 17 anos. Doze milhões de crianças já participaram das atividades e programas promovidos pela empresa.


    Serviço:
    Espetáculo ‘Por Um Futuro Sustentável’
    Dias 17 e 18 de junho, em Ribeirão das Neves
    Faixa etária: 08 a 12 anos
    Duração: 60 min
    Classificação indicativa: 8 a 12 anos
    Obs: Apresentações nas escolas públicas da cidade exclusivas para alunos da rede.

    Readmore