All for Joomla All for Webmasters

Como as empresas de ônibus ajudam a boicotar o desenvolvimento econômico de Neves

Olá amigos do portal RibeiraoDasNeves.net!

Nesta semana quero falar e discutir alguns aspectos sobre um estigma que Ribeirão das Neves carrega há muito tempo e que interfere diretamente no seu desenvolvimento econômico e social: o de cidade dormitório!

Em algum momento, você que está lendo essa coluna já deve ter ouvido esse termo sendo relacionado com os moradores de Neves, e isso ocorre porque mais da metade da população economicamente ativa, precisa se deslocar todos os dias para outros municípios. Tal fenômeno ocorre na maioria dos casos por necessidade. As pessoas precisam sair para trabalhar/estudar e dependem diretamente do transporte coletivo intermunicipal. Diante desse contexto, as empresas de transporte coletivo acabaram ficando extremamente fortalecidas, e os moradores reféns desse sistema.

Tal situação ocorre há mais de 40 anos, empresa de transporte lucrando e impactando diretamente com a ausência de desenvolvimento industrial no município. Por esse fato, os empresários desse sistema não se interessam nenhum pouco para que isso mude. Para eles, quanto maior o número de passageiros, melhor. Como se não bastasse o alto lucro dessas empresas, historicamente tiveram vários momentos em que elas boicotaram a vinda de indústrias, temendo justamente a redução do número de usuários do transporte coletivo.

Além desse boicote, existe ainda a conivência das autoridades municipais com esse fator, que pode ser explicado de duas formas: a primeira pelo fato de muitos políticos locais terem as campanhas eleitorais financiadas pelas empresas de transporte. O segundo ponto é o mero desinteresse ou falta de visão macroeconômica, que leve em consideração a mudança no cenário econômico municipal a médio e longo prazo.

Enquanto isso continuar ocorrendo, a população e cidade vão sempre ser prejudicadas. O impacto negativo surte efeito também no comércio, já que os moradores que saem daqui todos os dias e acabam gastando dinheiro em outras cidades. Para piorar, como eles só voltam em Neves apenas para dormir, acabam não criando nenhuma relação de pertencimento com o município.

Para que essa situação possa mudar, se faz necessário a aplicação de uma série de medidas, algo que até hoje não foi realizado por nenhum administrador eleito pelo povo. Tais mudanças passam por uma política intensa de industrialização, resultando consequentemente na geração de empregos, renda e a permanência do trabalhador na cidade. A ampliação de cursos e instituições de ensino superior também contribuiria neste processo.

Analisando o atual cenário, podemos perceber que potencial não falta ao município para colocar isso em prática. Estamos em um ponto estratégico, ligado à diversas cidades industrializadas como é o caso de Belo Horizonte, Contagem e Sete Lagoas. Além disso, estamos às margens da BR040, uma das principais rodovias para escoamento da produção de mercadorias produzidas nos municípios. Também temos muitos terrenos disponíveis e ainda não sofremos com a saturação de empresas, ou seja, temos tudo para atingir um rápido desenvolvimento industrial.

Com a implantação dessas medidas, o impacto das empresas de transporte coletivo na vida dos nevenses iria diminuir a longo prazo. Na contratação desse cenário, a geração de emprego, educação e renda iriam alavancar em uma melhor qualidade de vida para os moradores da cidade.

De qualquer forma, para que a teoria vire prática é necessário empenho e força de vontade do gestor municipal. Não há mais desculpas, a cidade agora possui uma avenida com enorme potencial e espaço, a recém inaugurada Eduardo Brandão, que liga a LMG-806 a BR 040. Se ela for utilizada com inteligência poderá se tornar nossa maior passarela industrial.

Chegou o momento e é agora! Ribeirão das Neves precisa de soluções inteligentes, oportunidades de empregos, vagas educacionais e transporte digno, tudo em prol de novos tempos em que deixaremos finalmente de ser cidade dormitório.

Fico por aqui. Volto em breve!! Até a próxima!!!

0
0
0
s2smodern

Os artigos publicados são de inteira responsabilidade de seus autores. As opiniões neles emitidas não exprimem, necessariamente, o ponto de vista do RibeiraoDasNeves.net.

Casos notificados: 1.143

Casos descartados: 78

Casos confirmados: 2

Óbitos em investigação: 1

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde 
Última atualização: 07/04/2020

bg contorno