All for Joomla All for Webmasters

Ribeirão das Neves será a cidade mineira mais afetada sem os médicos cubanos

O Governo de Cuba informou, nesta quarta-feira (14), que vai encerrar a parceria com a Organização Pan-Americada de Saúde (Opas) que mantém o programa Mais Médicos no Brasil. A justificativa do governo cubano é que as exigências feitas pelo governo eleito de Jair Bolsonaro são "inaceitáveis" e "violam" acordos anteriores.

Neste contexto, Ribeirão das Neves será a cidade mineira mais afetada sem os médicos daquele país, ao lado de Divinópolis. Levantamento feito pelo jornal O Tempo junto ao Ministério da Saúde mostra que a cidade deve perder 17 vagas de médicos ocupadas atualmente por cubanos - em todo o Estado, são 591. 

Desde 2016, o Ministério da Saúde vem trabalhando na diminuição de médicos cubanos no programa. Até aquela data, cerca de 11.400 profissionais de Cuba trabalhavam no Mais Médicos. Neste momento, 8.332 das 18.240 vagas do programa estão ocupadas por eles. Ribeirão das Neves já chegou a ter mais de 100 profissionais daquele país trabalhando no município.

Atualização

Na manhã de segunda-feira (19), a Secretaria Municipal de Saúde confirmou que no município atuam 17 médicos por meio do Programa Mais Médicos.

0
0
0
s2smodern

Casos em acompanhamento: 12.511

Casos confirmados: 3.134

Casos em presídios: 307

TOTAL DE CASOS: 3.441

Óbitos confirmados p/ Covid-19: 126

Casos curados: 2.656

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de
Ribeirão das Neves 
Última atualização: 17/09/2020

 

bg contorno