All for Joomla All for Webmasters

Complexo Penitenciário Público-Privado

  • Auxiliar de Orientação Educacional (PCD)


    A Gestores Prisionais Associados (GPA) está em busca de profissionais Portadores de Deficiência (devidamente comprovada através de laudos) para atuarem em projetos recreativos e sócio culturais.

    Atividades

    Acompanhamento de gestores das atividades em projetos recreativos e sócio culturais, acompanhamento de presença, requisição e acompanhamento do estoque de materiais e orientação aos alunos dos projetos e da escola.

    Requisitos

    • Preferencialmente sexo Masculino
    • Pessoas com Deficiência (com Laudo)
    • Informática Básica
    • Habilidade para Lidar com Pessoas
    • Habilidades artísticas (desejável)

    Horário: De segunda a sexta (5h diárias).
    Salário: R$ 800,00 + adicionais.
    Benefícios: Vale Alimentação (R$ 240,00), Lanche servido na empresa, Vale-Transporte.

    Interessados devem enviar currículo para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., mencionando no assunto "Vaga para Auxiliar de Orientação Educacional".

    Readmore
  • Bloqueador de celular


    Apenas uma das 200 unidades prisionais de Minas Gerais tem bloqueador de celular funcionando, de acordo com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Minas Gerais. Segundo ele, o equipamento que impede ligações telefônicas na área protegida está em operação no Complexo Penitenciário Público-Privado, em Ribeirão das Neves.

    Readmore
  • Complexo Penitenciário recebe a quinta edição do Festival da Canção Prisional


    Cantando sobre promessas de amor, Daniel Camilo, 27 anos, da Unidade III da PPP, foi o grande vencedor da edição RMBH do Festipri 2018. Ele foi escolhido como a melhor apresentação e o melhor intérprete. A música "Vou te Confessar" é autoral e animou a todos, com direito até a coro da plateia. Além do troféu, Daniel ganhou um vale gravação de no valor de R$ 1.200 e um contrato de um ano de assessoria musical com uma produtora. O evento foi realizado no Complexo Penitenciário Público Privado, em Ribeirão das Neves.

    O campeão se emocionou e não conteve as lágrimas ao agradecer a conquista. "Agradecer a Deus em primeiro lugar. Ter isso aqui é muito gratificante não só para mim, mas para a minha família. Eu estou muito feliz. Só a música e Deus podem nos proporcionar isso tudo, muito obrigado a todos vocês, os professores que sempre me deram toda a força e apoio, a unidade que me ajudou, todo mundo que contribui para eu chegar aqui".

    Grande incentivador do projeto Festipri, o secretário Adjunto de Estado de Administração Prisional, Marcelo Costa, esteve presente no evento e destacou a importância de incentivar a cultura no processo de ressocialização.

    “Essa é a maneira correta de demonstrar para as pessoas que todos nós somos seres humanos. Nós precisamos entender que a vingança que a sociedade espera que seja aplicada nessas pessoas presas não precisa ser pela dor, pode ser pela arte. Eu não preciso castigar tirando deles a oportunidade de ser o que é e pretende ser, o que eles estão sendo aqui, quem escolheu foram eles. Nós temos a obrigação de dar chances de eles mostrarem seu talento. A pena vai ser a abertura de oportunidades para que o talento de cada um deles seja desenvolvido” afirma Marcelo.

    O projeto busca valorizar as habilidades artísticas e musicais, trabalhando a autoestima, o senso de responsabilidade, o comprometimento e a criatividade dos presos.

    Participação

    O segundo lugar ficou com a banda Talentos Além dos Muros, do Complexo Penitenciário Nelson Hungria, localizado em Contagem. A dupla sertaneja Alexandre e Elias do Presídio Inspetor José Martinho Drumond, de Ribeirão das Neves, ficou com o terceiro lugar da competição.

    Mais quatro unidades prisionais participaram com apresentações musicais. A Penitenciária José Maria Alkmin, em Ribeirão das Neves, trouxe uma banda composta por dois presos e três agentes, com um rap embalado com palavras de esperança.

    Outras duas unidades da PPP também se apresentaram: MC Neguinho cantando um funk sobre sua história e a banda New Talent, com uma canção que mescla inglês e português. O único representante da região centro-oeste do estado, Complexo Penitenciário Doutor Pio Canedo, em Pará de Minas, se apresentou com o preso Márcio que, com o seu violão, cantou sobre a alegria de novos dias.

    Encontro de irmãos

    O festival foi palco de grandes emoções. Além de se consagrar campeão da competição, Daniel ganhou a oportunidade de cantar novamente com o irmão, Gabriel Camilo, depois de sete anos. A surpresa emocionou a todos os presentes, já que Daniel não sabia da presença do irmão e muito menos que eles se apresentariam juntos.

    Gabriel ficou conhecido em todo o Brasil depois de participar de duas competições musicais da TV brasileira, o The Voice Brasil e o Canta Comigo, nesse último ele conquistou o segundo lugar da disputa.

    Para Gabriel, ver o irmão voltar para a música e querer mudar de vida é a oportunidade de um novo mundo. "Eu me sinto muito orgulhoso porque a gente não espera que isso vá acontecer aqui, numa unidade prisional, um lugar que parece que não tem esperança, mas me mostrou que tem, e muita. Eu me sinto muito orgulhoso de ver a pessoa que ele tem escolhido se tornar. Eu tenho certeza que ele ainda vai estourar".

     

    Com informações da Agência Minas.

    Readmore
  • Detento do semiaberto é morto a tiros na saída de penitenciária em Ribeirão das Neves


    Um detento que cumpria pena em regime semiaberto foi morto a tiros na manhã desta quarta-feira (13) enquanto saia rumo ao trabalho do Complexo Penitenciário Público-Privado (CPPP), na região da BR-040, em Ribeirão das Neves.

    De acordo com informações da Polícia Militar (PM), um agente penitenciário acionou a corporação depois de ter escutado os disparos de arma de fogo e avistado o homem caído na porta da penitenciária.

    Como o crime ocorreu fora da penitenciária, a Polícia Civil (PC) deve ficar responsável pelas investigações. Ainda não há pistas sobre motivação e autoria do crime.

    Readmore
  • Diretor de presídio público-privado sofre atentado em Ribeirão das Neves


    O diretor do Complexo Penitenciário Público-Privado (CPPP) de Minas Gerais, Leonardo Caetano, de 37 anos, foi alvo de uma emboscada nesta quinta-feira (17), quando seguia para o trabalho, em Ribeirão das Neves.

    De acordo com a Polícia Militar (PM), a tentativa de homicídio foi praticada por três homens que estavam numa caminhonete e fecharam o carro do diretor na Vila do Cacique, região que dá acesso à CPPP. Os bandidos dispararam pelo menos quatro tiros contra Leonardo, que não foi atingido, e fugiram.

    A Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) disse que não vai se manifestar para não atrapalhar as investigações. Já a Polícia Civil (PC) informou que vai investigar a motivação para o crime.

    Readmore
  • PCD - GPA


    A GPA – Gestores Prisionais Associados – está abrindo vagas para Pessoas com Deficiência (PCD) para atuação em diversos setores do Complexo Penitenciário Público-Privado (CPPP), em Ribeirão das Neves.

    A deficiência precisa ser comprovada por meio de laudo médico.

    Interessados devem enviar currículo para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., mencionando no assunto PCD ou entregar no setor de RH.

    Readmore
  • Presidente do STF, Cármen Lúcia visita presídio público privado em Ribeirão das Neves


    A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), esteve na última quinta-feira (29) em Ribeirão das Neves, para visitar o Complexo Penitenciário Público Privado junto a uma comitiva de juízes e do secretário de estado de administração prisional, Sérgio Barbosa Menezes.

    A ministra visitou o pavilhão onde os presos trabalham e a cozinha e gostou do que viu. "A PPP é uma experiência única no Brasil, então não é como as outras penitenciárias, exatamente porque ela não tem superlotação, porque ela tem um trabalho especifico com a sociedade, com parceria, hoje são 2.160 presos aqui que é a lotação exata prevista, então são condições muito especiais", afirmou.

    Cármen Lúcia disse ainda que a inciativa, que tem cinco anos, é recente, mas pode ser um exemplo a ser multiplicado. "Aqui é uma experiência muito diferenciada. É uma experiência que pode se multiplicar, mas ela tem só cinco anos, é uma fase de experiência ainda, mesmo com cinco anos. A gente espera que experiências como estas possam realmente alterar o quadro, aplicando-se claro. Mas é um processo", avaliou.

    O complexo de Ribeirão das Neves é a primeira experiência de presídio administrado pela iniciativa privada no país.

    Readmore
  • Público x Privado


    Um preso do Complexo Penitenciário Público-Privado (CPPP) de Ribeirão das Neves custa ao governo cerca de R$ 3.805 por mês. Nas unidades estatais, o custo médio é de R$ 2.700 mensais por detento.

    Readmore
  • Secretário de Segurança Pública visita Complexo Penitenciário Público Privado


    O Secretário de Estado de Segurança Pública, General Mário Araújo, visitou nessa terça-feira (8), o Complexo Penitenciário Público Privado (CPPP), em Ribeirão das Neves. Na sua primeira visita a uma das 197 unidades prisionais do Estado, o secretário deixou claro que uma das prioridades da sua gestão será o trabalho efetivo na capacitação de agentes penitenciários e na melhoria da infraestrutura do sistema prisional mineiro.

    O General ressaltou, também, que para o sistema prisional não há frase de efeito ou fórmula mágica. "É preciso muito trabalho. Vamos conhecer todos os modelos para extrairmos as boas práticas de cada um deles", disse o novo chefe da pasta.

    Acompanhado pelo diretor-geral do complexo por parte do Estado, José Fábio Piazza Júnior, e pelo diretor-presidente dos Gestores Prisionais Associados (GPA), Rodrigo Gaiga, o secretário conheceu a unidade I do complexo prisional onde encontram-se internos do regime fechado. A visita foi iniciada por uma apresentação da empresa privada que administra a unidade em cogestão com Estado, quando foram apresentados os números e indicadores do CPPP. "A GPA tem em mãos um grande desafio. É muito importante os senhores estarem aqui para conhecer este projeto. Esta unidade tem muita tecnologia embarcada e aqui é tudo pensado para haver o mínimo de problema possível", disse Gaiga.

    Depois da apresentação, a comitiva conheceu as salas de aula, oficinas de informática, o núcleo de saúde, as salas de controle e as oficinas de trabalho da unidade I, onde foram apresentados ao General Mário Araújo projetos de ressocialização como o Jovem Aprendiz e o Portas Abertas.

    Positivamente impactado com o funcionamento da unidade e sua estrutura automatizada, o secretário conversou com internos como o Ednardo Souza, de 36 anos, que já cumpriu pena em várias unidades prisionais do Estado, incluindo a PPP, e hoje já em regime aberto, é contratado da GPA como professor de pintura do projeto Portas Abertas.

    Para finalizar a visitação o secretário conheceu a chamada célula-mãe, onde fica localizada a cozinha industrial que atende o complexo. Na cozinha são preparadas todas as refeições servidas para os 2.164 internos e seus servidores. A pedido do secretário a comitiva aproveitou a ocasião para almoçar e experimentar a mesma refeição que é servida aos internos. "Saio daqui impressionado pela apresentação da unidade. É um modelo vencedor. Precisamos agora comparar os custos com o modelo tradicional. Vi aqui esperança e humanização. Esta é uma mensagem de esperança para a sociedade brasileira", disse o secretário.

     

    Com informações da Secretaria de Administração Prisional de Minas Gerais.

    Readmore
  • Taxa de ocupação dos presídios em Ribeirão das Neves é de 176%, mostra pesquisa


    A taxa de ocupação dos presídios de Ribeirão das Neves é de 176%. Os dados fazem parte do projeto "Sistema Prisional em números", que disponibiliza as informações compiladas pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) a partir de visitas realizadas a unidades carcerárias pelos membros do MP.

    De acordo com o relatório, considerado o total de 6 estabelecimentos penais no município, a capacidade oficial é de 5.552 vagas, enquanto, na prática, observa-se a intalação de 9.773 presos no ano de 2018. Desse total, são 220 mulheres, correspondente a 2,25% do total de encarceirados.

    Em Ribeirão das Neves, o levantamento inclui a Penitenciária José Maria Alkimin, os presídios Antônio Dutra Ladeira e Inspetor José Martinho Drumond, o Complexo Penitenciário Público Privado e o Centro de Apoio Médido Pericial São Francisco, além do presídio feminino José Abranches Gonçalves.

    Os números estão disponíveis no site do CNMP por meio de uma ferramenta que permite aos cidadãos fazer o cruzamento de dados produzidos pelos membros do Ministério Público em relação ao sistema prisional e controle externo da atividade policial. O cidadão pode escolher se quer ver os dados relativos aos anos de 2018, 2017, 2016 ou 2015 por estado ou por município.

    Foto: Reprodução / CNMP
    Readmore