All for Joomla All for Webmasters

Complexo Penitenciário Público-Privado

  • Auxiliar de Orientação Educacional (PCD)


    A Gestores Prisionais Associados (GPA) está em busca de profissionais Portadores de Deficiência (devidamente comprovada através de laudos) para atuarem em projetos recreativos e sócio culturais.

    Atividades

    Acompanhamento de gestores das atividades em projetos recreativos e sócio culturais, acompanhamento de presença, requisição e acompanhamento do estoque de materiais e orientação aos alunos dos projetos e da escola.

    Requisitos

    • Preferencialmente sexo Masculino
    • Pessoas com Deficiência (com Laudo)
    • Informática Básica
    • Habilidade para Lidar com Pessoas
    • Habilidades artísticas (desejável)

    Horário: De segunda a sexta (5h diárias).
    Salário: R$ 800,00 + adicionais.
    Benefícios: Vale Alimentação (R$ 240,00), Lanche servido na empresa, Vale-Transporte.

    Interessados devem enviar currículo para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., mencionando no assunto "Vaga para Auxiliar de Orientação Educacional".

    Readmore
  • Bloqueador de celular


    Apenas uma das 200 unidades prisionais de Minas Gerais tem bloqueador de celular funcionando, de acordo com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Minas Gerais. Segundo ele, o equipamento que impede ligações telefônicas na área protegida está em operação no Complexo Penitenciário Público-Privado, em Ribeirão das Neves.

    Readmore
  • Complexo Penitenciário recebe a quinta edição do Festival da Canção Prisional


    Cantando sobre promessas de amor, Daniel Camilo, 27 anos, da Unidade III da PPP, foi o grande vencedor da edição RMBH do Festipri 2018. Ele foi escolhido como a melhor apresentação e o melhor intérprete. A música "Vou te Confessar" é autoral e animou a todos, com direito até a coro da plateia. Além do troféu, Daniel ganhou um vale gravação de no valor de R$ 1.200 e um contrato de um ano de assessoria musical com uma produtora. O evento foi realizado no Complexo Penitenciário Público Privado, em Ribeirão das Neves.

    O campeão se emocionou e não conteve as lágrimas ao agradecer a conquista. "Agradecer a Deus em primeiro lugar. Ter isso aqui é muito gratificante não só para mim, mas para a minha família. Eu estou muito feliz. Só a música e Deus podem nos proporcionar isso tudo, muito obrigado a todos vocês, os professores que sempre me deram toda a força e apoio, a unidade que me ajudou, todo mundo que contribui para eu chegar aqui".

    Grande incentivador do projeto Festipri, o secretário Adjunto de Estado de Administração Prisional, Marcelo Costa, esteve presente no evento e destacou a importância de incentivar a cultura no processo de ressocialização.

    “Essa é a maneira correta de demonstrar para as pessoas que todos nós somos seres humanos. Nós precisamos entender que a vingança que a sociedade espera que seja aplicada nessas pessoas presas não precisa ser pela dor, pode ser pela arte. Eu não preciso castigar tirando deles a oportunidade de ser o que é e pretende ser, o que eles estão sendo aqui, quem escolheu foram eles. Nós temos a obrigação de dar chances de eles mostrarem seu talento. A pena vai ser a abertura de oportunidades para que o talento de cada um deles seja desenvolvido” afirma Marcelo.

    O projeto busca valorizar as habilidades artísticas e musicais, trabalhando a autoestima, o senso de responsabilidade, o comprometimento e a criatividade dos presos.

    Participação

    O segundo lugar ficou com a banda Talentos Além dos Muros, do Complexo Penitenciário Nelson Hungria, localizado em Contagem. A dupla sertaneja Alexandre e Elias do Presídio Inspetor José Martinho Drumond, de Ribeirão das Neves, ficou com o terceiro lugar da competição.

    Mais quatro unidades prisionais participaram com apresentações musicais. A Penitenciária José Maria Alkmin, em Ribeirão das Neves, trouxe uma banda composta por dois presos e três agentes, com um rap embalado com palavras de esperança.

    Outras duas unidades da PPP também se apresentaram: MC Neguinho cantando um funk sobre sua história e a banda New Talent, com uma canção que mescla inglês e português. O único representante da região centro-oeste do estado, Complexo Penitenciário Doutor Pio Canedo, em Pará de Minas, se apresentou com o preso Márcio que, com o seu violão, cantou sobre a alegria de novos dias.

    Encontro de irmãos

    O festival foi palco de grandes emoções. Além de se consagrar campeão da competição, Daniel ganhou a oportunidade de cantar novamente com o irmão, Gabriel Camilo, depois de sete anos. A surpresa emocionou a todos os presentes, já que Daniel não sabia da presença do irmão e muito menos que eles se apresentariam juntos.

    Gabriel ficou conhecido em todo o Brasil depois de participar de duas competições musicais da TV brasileira, o The Voice Brasil e o Canta Comigo, nesse último ele conquistou o segundo lugar da disputa.

    Para Gabriel, ver o irmão voltar para a música e querer mudar de vida é a oportunidade de um novo mundo. "Eu me sinto muito orgulhoso porque a gente não espera que isso vá acontecer aqui, numa unidade prisional, um lugar que parece que não tem esperança, mas me mostrou que tem, e muita. Eu me sinto muito orgulhoso de ver a pessoa que ele tem escolhido se tornar. Eu tenho certeza que ele ainda vai estourar".

     

    Com informações da Agência Minas.

    Readmore
  • Detento do semiaberto é morto a tiros na saída de penitenciária em Ribeirão das Neves


    Um detento que cumpria pena em regime semiaberto foi morto a tiros na manhã desta quarta-feira (13) enquanto saia rumo ao trabalho do Complexo Penitenciário Público-Privado (CPPP), na região da BR-040, em Ribeirão das Neves.

    De acordo com informações da Polícia Militar (PM), um agente penitenciário acionou a corporação depois de ter escutado os disparos de arma de fogo e avistado o homem caído na porta da penitenciária.

    Como o crime ocorreu fora da penitenciária, a Polícia Civil (PC) deve ficar responsável pelas investigações. Ainda não há pistas sobre motivação e autoria do crime.

    Readmore
  • Diretor de presídio público-privado sofre atentado em Ribeirão das Neves


    O diretor do Complexo Penitenciário Público-Privado (CPPP) de Minas Gerais, Leonardo Caetano, de 37 anos, foi alvo de uma emboscada nesta quinta-feira (17), quando seguia para o trabalho, em Ribeirão das Neves.

    De acordo com a Polícia Militar (PM), a tentativa de homicídio foi praticada por três homens que estavam numa caminhonete e fecharam o carro do diretor na Vila do Cacique, região que dá acesso à CPPP. Os bandidos dispararam pelo menos quatro tiros contra Leonardo, que não foi atingido, e fugiram.

    A Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) disse que não vai se manifestar para não atrapalhar as investigações. Já a Polícia Civil (PC) informou que vai investigar a motivação para o crime.

    Readmore
  • PCD - GPA


    A GPA – Gestores Prisionais Associados – está abrindo vagas para Pessoas com Deficiência (PCD) para atuação em diversos setores do Complexo Penitenciário Público-Privado (CPPP), em Ribeirão das Neves.

    A deficiência precisa ser comprovada por meio de laudo médico.

    Interessados devem enviar currículo para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., mencionando no assunto PCD ou entregar no setor de RH.

    Readmore
  • Presidente do STF, Cármen Lúcia visita presídio público privado em Ribeirão das Neves


    A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), esteve na última quinta-feira (29) em Ribeirão das Neves, para visitar o Complexo Penitenciário Público Privado junto a uma comitiva de juízes e do secretário de estado de administração prisional, Sérgio Barbosa Menezes.

    A ministra visitou o pavilhão onde os presos trabalham e a cozinha e gostou do que viu. "A PPP é uma experiência única no Brasil, então não é como as outras penitenciárias, exatamente porque ela não tem superlotação, porque ela tem um trabalho especifico com a sociedade, com parceria, hoje são 2.160 presos aqui que é a lotação exata prevista, então são condições muito especiais", afirmou.

    Cármen Lúcia disse ainda que a inciativa, que tem cinco anos, é recente, mas pode ser um exemplo a ser multiplicado. "Aqui é uma experiência muito diferenciada. É uma experiência que pode se multiplicar, mas ela tem só cinco anos, é uma fase de experiência ainda, mesmo com cinco anos. A gente espera que experiências como estas possam realmente alterar o quadro, aplicando-se claro. Mas é um processo", avaliou.

    O complexo de Ribeirão das Neves é a primeira experiência de presídio administrado pela iniciativa privada no país.

    Readmore
  • Público x Privado


    Um preso do Complexo Penitenciário Público-Privado (CPPP) de Ribeirão das Neves custa ao governo cerca de R$ 3.805 por mês. Nas unidades estatais, o custo médio é de R$ 2.700 mensais por detento.

    Readmore