All for Joomla All for Webmasters

Presídio Dutra Ladeira

  • Ex-prefeitos de Esmeraldas na Dutra


    Dois ex-prefeitos da cidade vizinha de Esmeraldas foram detidos na manhã desta segunda-feira (17) durante uma operação Pitolomeu, que combate a fraudes em licitações, corrupção ativa e passiva e formação de organização criminosa, sendo apreendidos mais de dez carros de luxo, grande quantia em dinheiro, cofres, computadores, joias, entre outros produtos.

    De acordo com a Polícia Civil, todos os presos serão levados para o presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves. Os ex-chefes do executivos que teriam sido presos são Flávio Leroy (PSD) e Glacialdo de Souza (PT).

    Readmore
  • Jovem é preso ao tentar arremessar celulares e baterias dentro do presídio Dutra Ladeira


    Foto: Divulgação / PMMG

    Um homem de 19 anos foi flagrado por agentes penitenciários tentando arremessar celulares dentro do Presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, na madrugada desta segunda-feira (3).

    De acordo com a Polícia Militar, foram encontraram com o homem 14 celulares, diversas baterias, chips e carregadores. O suspeito teve toda uma instrução para cometer o crime, portando um carretel de linha, que seria usado para facilitar o arremesso.

    Segundo a PM, o jovem contou que receberia R$ 2 mil para fazer essas entregas. Além de informações de como deveria posicionar os aparelhos telefônicos, ele possuia até mapas do presídio marcando lugares em que os celulares deveriam ser lançados.

    Conforme os militares, o suspeito se negou a passar os nomes dos presos que receberiam os aparelhos.

    Readmore
  • Polícia desarticula quadrilha que comandava tráfico de dentro do presídio Dutra Ladeira


    A Polícia Civil apresentou, nesta segunda-feira (31), os resultados de uma investigação que desarticulou uma quadrilha de tráfico de drogas que agia em Belo Horizonte. As apurações apontaram que o grupo era comandado por um homem que está detido no presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves.

    De acordo com a corporação, o grupo vendia drogas em bairros das regiões leste e centro-sul da capital. As ordens partiam de dentro do presídio, onde o homem apontado como chefe da quadrilha está preso desde 2012, cumprindo pena por homicídio. O principal meio de contato do líder do grupo com o restante da organização era por meio da esposa.

    Segundo a PC, 22 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça foram cumpridos pela corporação em duas fases. Nessas etapas, três pessoas foram presas em flagrante. No total, dez pessoas foram indiciadas e, se condenadas, podem pegar mais de 20 anos de prisão.

    Readmore
  • Por melhoria em presídio, bandidos põem fogo em ônibus e ameaçam incendiar a cidade


    Quatro ônibus foram incendiados em Belo Horizonte e em Contagem entre esta quarta-feira (27) e a madrugada desta quinta-feira (28), de acordo com a Polícia Militar. Na capital, os crimes aconteceram nos bairros Betânia, Goiânia e no Barreiro.

    Em uma das ocorrências, os criminosos deixaram um bilhete com o motorista com reivindicações por melhorias no presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves. Os detentos reclamam que estão sendo oprimidos na unidade prisional, onde estão sendo agredidos e não têm os direitos respeitados.

    Ainda no papel estava escrito que, caso o direção do presídio e o Governo do Estado não tomem nenhuma providência, eles vão incendiar a cidade.

    Readmore
  • Prefeito Junynho Martins se posiciona contra a instalação de novo anexo com 400 vagas na Dutra Ladeira


    O prefeito Junynho Martins (PSC) divulgou, nesta sexata-feira (7), um comunicado de descontentamento com a intenção do Governo do Estado de construir um novo anexo com 400 vagas no presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, conforme divulgado com exclusividade pelo RibeiraoDasNeves.net no último domingo (2).

    O prefeito se disse inconformado com a situação e afirmou que, se depender dele, o município não irá abrigar mais nenhuma vaga para presidiário sem "uma contrapartida justa e necessária pelos sacrifícios que já fez neste setor". No texto, Junynho também afirma que o Estado não se lembra de Ribeirão das Neves nas horas boas, apenas para solucionar problemas da capital.

    De acordo com o secretário de Estado de Administração Prisional de Minas Gerais, Francisco Kupidlowski, a ideia é que a construção seja rápida, "talvez sem processo licitatório". Em nota, a secretaria confirmou a existência do projeto, cujo contrato está em fase de conclusão, prevista para julho. Ainda conforme a nota, após esta finalização do projeto, serão 6 meses de obras.

    Confira a íntegra do comunicado:

    Recebemos recentemente a informação que o Governo do Estado pretende construir um novo anexo no presídio Antônio Dutra Ladeira, destinado a abrigar mais 400 (quatrocentos) detentos. As prisões são planejadas para abrigar um determinado número, mas, na verdade, atuam com população carcerária superior ao dobro ou até mesmo o triplo do previsto.

    Existem (nove) unidades prisionais em nosso Município. A insegurança natural que esta realidade já trás as famílias que aqui residem, não é compensada por nenhuma contrapartida estadual. Ironicamente, nem mesmo nosso sistema de Segurança Pública é devidamente recompensado em função desta anomalia. São 8.100 (oito mil e cem) detentos, dos mais diferentes índices de periculosidade, convivendo com nossa população, estimada em mais de 400 mil habitantes. Quando a bonita e bem planejada Belo Horizonte precisa expandir suas áreas de despejo de dejetos (os “lixões”), quando a moderna capital precisa desalojar seus vistosos morros, desocupando as favelas, Ribeirão das Neves é prontamente lembrada. Quando a necessidade é ampliar o espaço para a população carcerária, o pensamento não é diferente. Porém, quando nosso Município, de chapéu na mão, busca nos corredores do Poder Estadual, reivindicando migalhas para beneficiar nosso povo, as portas silenciosamente se fecham.

    Atualmente, nem mesmo na poderosa Assembleia Legislativa Mineira, uma voz propondo que Neves receba – pelo menos! – uma taxa extraordinária, um REPASSE ESPECIAL, por cada presidiário aqui retido. Nunca ouvimos, sequer lemos no noticiário, que qualquer autoridade mineira tenha se perguntado ATÉ ONDE O TECIDO SOCIAL DE RIBEIRÃO DAS NEVES IRÁ SUPORTAR O ESGARÇAMENTO CONSTANTE QUE SOFRE, ANO APÓS ANO?

    Como Prefeito, ex-vereador e principalmente como NEVENSE, não posso me conformar com tal situação. É preciso dar um basta. Se querem o apoio do Município para soluções sociais (que são difíceis e trabalhosas) que pelo menos compensem nosso povo, oferecendo condições reais para que as suportemos. Se depender da nossa administração (e acredito que terei o apoio de todos os vereadores) não se construirá nenhum anexo, nenhuma vaga a mais para presidiário em nossa cidade, sem que o município tenha a contrapartida justa e necessária pelos sacrifícios que já faz neste setor. Não iremos mais pagar o preço da omissão estadual, que foge do assunto ano após ano e continua, de forma implacável, a sacrificar Neves com decisões unilaterais. Chega! Nosso povo está pedindo soluções e não problemas extras.

     

     

    Readmore
  • Presos ao trabalho


    O presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, é uma das unidades prisionais produtoras de alimentos em Minas Gerais. Uma equipe de 15 presos cultiva e colhe, por mês, aproximadamente 1.200 quilos de legumes e verduras que são destinados ao Banco de Alimentos da cidade e à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE).

    Readmore
  • Secretaria de Estado pretende construir novo anexo com 400 vagas no presídio Dutra Ladeira


    O secretário de Estado de Administração Prisional de Minas Gerais, Francisco Kupidlowski, revelou, durante entrevista do jornal Hoje em Dia da última segunda-feira (26), que a pasta pretende construir uma penitenciária de segurança máxima em Ribeirão das Neves, a "Dutra 3", em referência ao presídio Antônio Dutra Ladeira, que fica às margens da LMG-806.

    Segundo Kupidlowski, em uma reunião com os secretários de todos os estados e o Ministério da Justiça, ficou acertado que seria liberado dinheiro do Funpen (Fundo Penitenciário) para os estados construírem um presídio masculino no entorno de cada capital. "Foram enviados R$ 44 milhões para nós, com a determinação de usar R$ 32 milhões com o presídio e o restante com equipamentos de segurança", disse.

    De acordo com o secretário, a ideia é que a construção seja rápida, "talvez sem processo licitatório". "Há empresa que entrega uma penitenciária em 90 dias. A minha ideia é construir uma unidade para 400 presos. Agora, estou acautelando junto ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas para fazermos isso de uma forma rápida", revelou.

    Em nota, a secretaria confirmou que existe um projeto de construção de um novo anexo para 400 vagas masculinas dentro do presídio Antonio Dutra Ladeira, cujo contrato está em fase de conclusão, prevista para julho. Ainda conforme a nota, após esta finalização do projeto, serão 6 meses de obras.

    A pasta informou ainda que toda construção de unidade prisional precisa da aprovação do Poder Municipal.

    Readmore